23 de jun de 2010

Juca Kfouri critica Kaká. Eu discordo do Juca

No blog, o colunista da Folha de São Paulo e da CBN, Juca Kfouri, criticou o jogador Kaká dizendo que ele “colocou Jesus onde Ele não foi chamado”. Sendo ateu, Juca é contra o merchandising religioso dentro do campo.

Ontem, 22 de junho, em entrevista coletiva na África do Sul, Kaká criticou Juca e defendeu sua fé afirmando: “Ele (Juca Kfouri) não aceita a minha fé em Jesus Cristo. Da mesma maneira que eu o respeito como ateu, peço que ele me respeite como alguém que professa a fé em Jesus Cristo. Que respeite não só a mim, mas aos milhões de brasileiros que seguem Deus e Jesus Cristo.”

Eu concordo com o Kaká. Discordo do Juca. Agradecer a Deus por um gol não faz mal a ninguém. Por que um jogador não pode levantar as mãos para o céu e agradecer a Deus? A quem ele estaria contrariando? A quem estaria ofendendo? Por que tanta crítica gratuita da imprensa?

Os cristãos agradecem a Deus. Quem quiser honrar a outros deuses e ídolos que o façam livremente. Mas todos precisam ser respeitados na fé que professam.

Kaká está respeitando a ordem da FIFA que proibiu manifestações religiosas em campo. Comemorar um gol simplesmente apontando para o céu não afeta ninguém, nem descumpre as regras imposta, as quais ele tem obrigação de seguir.

Nota zero para Juca Kfouri. Nota dez para Kaká! Que ele faça mais gols pois assim o Brasil trará o hexa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário