16 de nov de 2010

Giro pelo Brasil e pelo mundo

O mundo Gospel está acontecendo e as notícias são pouco divulgadas.

Então vamos aos últimos fatos na música, no esporte e na literatura:

- André Valadão critica, em seu Twitter, os critérios na organização e participação dos artistas brasileiros no Grammy. Para ele, a música brasileira precisa de uma premiação exclusiva.

- A cantora Marina de Oliveira, diretora artística da MK Music, brilhou no Grammy Latino, no Mandalay Bay Events Center, em Las Vegas, no último dia 11. Foi a vencedora da estatueta na categoria ‘Melhor álbum de música cristã em Língua Portuguesa’, com o álbum Na Extremidade, superando os cantores Kleber Lucas, Paulo Cesar Baruk e Bruna Karla.

- A pastora e cantora Aline Barros lança hoje, 16 de novembro, a sua biografia, em São Paulo. O livro se chama Fé e Paixão.

- Eles são os Yunick. Vestem-se com roupas coloridas, cabelos bem arrepiados e tocam estilo pop rock romântico. Amam baladas. A banda tem cinco integrantes com idades girando em torno dos 20 anos. São Déh, Bruh, Thi e Lukee, amigos e vizinhos, das igrejas Renascer, Assembleia de Deus, Casa da Rocha e Casa da Bênção, de São Paulo. No dia 20 de novembro a banda Yunick estará em Taboão da Serra, São Paulo, cantando com Régis Danese e Matos Nascimento. A banda fará o lançamento oficial do primeiro disco Deus está no controle. São um sucesso ente o público teen e revelação do ano. Formaram parceria profissional em janeiro do ano passado.

- Ela gosta de voleibol. É levantadora de Seleção Brasileira. Também é pastora. Fabíola, 27 anos, acaba de ser vice-campeã mundial de vôlei. O jogo foi no domingo, 15/11. O Brasil perdeu para a Rússia.

- Kaká está recuperado da lesão no joelho e volta a treinar e jogar em breve. Boa notícia para o craque do Real Madrid. Ele fez cirurgia em agosto depois que reclamou das dores no joelho.

- A única empresa autorizada a imprimir Bíblia na China atingiu a marca de 80 milhões de exemplares na última segunda-feira, 8 de novembro. A Amity Printing Co, localizada na cidade oriental chinesa de Nanjing, produz um milhão de exemplares por mês. Desde a fundação, em 1988, a empresa tem crescido, podendo chegar a uma das maiores editoras de Bíblias do mundo. Ótima notícia em um país que é fechado para Jesus Cristo, por força do governo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário