9 de dez de 2010

Gordinhos têm atendimento prioritário

Agora é lei na cidade de Londrina, no Paraná. Os obesos terão prioridade no atendimento assim como acontece com os idosos, gestantes e portadores de necessidades especiais.

Não precisam mais ficar na fila nos bancos, lotéricas e repartições públicas. O projeto de lei é da vereadora Sandra Graça.

De acordo com o IBGE, metade da população adulta do Brasil está acima do peso. Já existe outra lei que determina que os obesos desçam pela porta frontal dos ônibus, não precisando passar na catraca. Mas têm que pagar a passagem normalmente.

Muito polêmico, a nova lei da fila que beneficia os obesos têm defensores e críticos. Uns acham que é tratamento mais humano para uma parte da população que tem a doença. Isso mesmo: Obesidade é doença, de acordo com os médicos. Outros acreditam que, apesar de ser um caso de saúde pública, o privilégio não deveria ser dado.

Eu sou a favor da lei. Começo de perto o problema, pois era obesa mórbida. Operei o estômago há oito anos e emagreci 103 quilos. Mas também tem outra questão a ser pensada: Obesos devem se cuidar e tratar de emagrecer. Gordura mata silenciosamente, afetando os órgãos internos e facilitando o surgimento de doenças.
Outro ponto a ser pensando? Quem determina que uma pessoa deve ou não ser atendida com prioridade por ser gorda? Qual o parâmetro para essa decisão?

Nenhum comentário:

Postar um comentário