1 de mai de 2011

João Paulo II é beato

O atual papa Bento XVI realiza hoje a cerimônia religiosa para a beatificação de João Paulo II (1920-2005), no Vaticano.

Ele saudou, em sete línguas, mais de um milhão de fiéis que acompanham a cerimônia. Desde ontem milhares de peregrinos lotam a praça em frente à igreja. Chefes de Estado e de Governo também foram convidados. A multidão poderá prestar homenagens ao novo beato, pois as portas da igreja ficarão abertas para visitação pública.

O caixão com os restos mortais de João Paulo II, que não foi aberto, será colocado na capela de São Sebastião, localizada dentro da Basílica de São Pedro. Ficará próximo à estátua Pietà, do artista Michelangelo.

João Paulo II foi beatificado porque curou a freira francesa, Marie Simon-Pierre Normand, de mal de Parkinson.

João Paulo II era polonês e teve um papado de 27 anos. Faleceu dia 2 de abril de 2005, aos 84 anos.

Um santo como mediador

Todo o respeito à pessoa e ao trabalho de João Paulo II. Mas não se pode aceitar que as pessoas orem/rezem a Deus por meio dele.

O que acontece hoje é que as pessoas desviam a atenção e a adoração. A Bíblia diz que devemos chegar a Deus por meio exclusivo de Jesus Cristo. Jesus é o Mediador e o Salvador da humanidade. Mas as pessoas pedem bênçãos divinas por meio dos santos e dos beatos. Isso é antibíblico.

As pessoas que assim procedem não admitem que estão reverenciando um santo nem praticando o pecado da idolatria. Mas, na prática, é isso que acontece. As pessoas afirmam que os santos e beatos são somente um bom exemplo de vida a ser seguido. Mas não é isso que vemos.

Muitas reportagens mostram as pessoas pagando penitência em agradecimento às bênçãos recebidas, pedem graças e oram em favor dos beatificados. A Igreja Católica deveria, nesse aspecto, ensinar o que a Bíblia diz: Que um santo não pode ser mediador entre Deus e os homens. Só Jesus pode.

Todo o meu respeito aos católicos. Não quero brigar nem polemizar. Só estou comentando o que a Bíblia diz.

Mas cada um tem o direito de exercer a fé que deseja e todos precisamos ser respeitados. Acima de tudo, temos que ter tolerância religiosa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário