1 de jun de 2011

A Bíblia é homofóbica?

Não. Respondo logo à pergunta para não pairar dúvidas no ar.

Mas, com o projeto de lei (PL) 122, querem fazer o livro sagrado homofóbico. O PL quer amordaçar a sociedade brasileira. Quer dizer que a Bíblia é preconceituosa porque lá está escrito que a homossexualidade não é agradável aos olhos de Deus, sendo pecado.

O PL criminaliza a ação, a opinião ou a crítica que venha a ser interpretada como discriminação ou preconceito quanto aos homossexuais brasileiros. A pena varia de dois a quatro anos de prisão.

O que é isso? Não posso criticar e discordar? A Constituição me garante direito de opinião. Cadê minha liberdade de expressão? Cadê minha liberdade religiosa?

O PL é inconstitucional, pois quer restringir a liberdade de opinião e de crença. É necessário explicar que criticar o comportamento homossexual é totalmente diferente de discriminar pessoas. É lógico que todos têm que ser respeitados e não devem ser discriminados. Mas eu posso discordar da prática homoafetiva sem, contudo, ofender os praticantes, rebaixá-los, discriminá-los. Vamos pensar direito!

Hoje, 1 de junho de 2011, acontece mais uma marcha pacífica dos evangélicos contra o PL 122, em frente ao Congresso Nacional. Em 2008 pastores e fiéis reuniram-se no mesmo local também para protestar contra o projeto. A liderança dessa manifestação é do pastor Silas Malafaia.

Um comentário:

  1. Muito bem, irmã Denise! Acreditamos que, conforme você demonstrou, não estamos discriminando pessoas ou grupos, mas comportamentos. Numa sociedade democrática e plural é legítimo o direito à livre expressão. Oramos para que pessoas como você, que tenham voz e espaço, continuem a manifestar suas opiniões. Paz e graça. José Roberto

    ResponderExcluir