7 de jul de 2011

Aprendendo com o joão-de-barro

Observei pela janela do meu apartamento uma casinha de joão-de-barro (ou forneiro) nos galhos secos de uma árvore.

O joão e a maria-de-barro voavam, cantavam, entravam e saiam da casinha marrom, cor de terra.


Essas aves produzem o ninho, que mede 30 cm de diâmetro, com paredes que têm espessura de 5 cm. Macho e fêmea trabalham juntos. Pegam galho, palha e esterco seco com o bico. Amassam o barro úmido com os pés e constroem a moradia, misturando todos os materiais.


Belo exemplo de habilidade ao construir a casa em postes, porteiras de fazendas ou galhos de árvores sem folhas.

O ninho tem duas divisões A porta é voltada sempre para o norte, impedindo a entrada de correntes fortes de vento. A parte maior é forrada com penas e musgos, sendo o local onde a fêmea põe até quatro avos por ano. É a reprodução da vida, gerada dentro do ninho de terra batida. .

Na ação da natureza, pude ver como a ave é trabalhadora. Bom exemplo para nós.

A Bíblia valoriza o trabalho. Provérbios 14:23, por exemplo, diz que há proveito em todos os trabalhos, mas ficar só em palavras leva à pobreza. O Salmo 128:2 diz que é feliz a pessoa que teme a Deus e anda em Seus caminhos. Essa comerá do trabalho de suas mãos, irá bem e será feliz.

Um comentário:

  1. Boa tarde, Denise. Sim é preciso ver a graça de Deus manifesta na sua criação. A sua sabedoria pode ser percebida nas suas criaturas. Parabéns por estar disposta a aprender com os "joões-de-barro" da vida. Paz e graça. Pr. José Roberto

    ResponderExcluir