22 de jul de 2011

Novela ridiculariza pastores e pais

No último dia 18 de julho foi ao ar, na novela Insensato Coração, da Globo, uma cena que ridicularizou os pastores brasileiros.

A personagem gay Chicão Madureira (foto), vivido pelo ator Wendell Bendelack, gravou uma cena com outra personagem, Sueli Brito Aboim, interpretada pela atriz Louise Cardoso, com o seguinte texto: “A minha mãe só fala comigo pra me dar sermão. Meu pai nunca passou do bom dia e cascudo. Eles dois vão na conversa do pastor da igreja deles e me tratam como se eu fosse o fim do mundo. Saca a barra?”. A cena é referente à vida homossexual que o personagem leva.

Chicão faz esse comentário infeliz sobre os pastores, ofendendo os evangélicos brasileiros. Como se os pastores fossem manipuladores e os fiéis das igrejas evangélicas massa de manobra ignorante que não sabem pensar por conta própria.

Nada disso. Fica a minha crítica aos atores e autores da novela. Não concordamos com a prática da homossexualidade porque a Bíblia diz que é pecado. Mas respeitamos os gays. Eles são cidadãos como nós. Exigimos que nos respeitem também.

Assista à cena da novela. Clique: http://insensatocoracao.globo.com/personagem/xicao-madureira.html#cenas/1568636

Mande o seu protesto para a Rede Globo. E-mail: http://www.insensatocoracao.globo.com/

(Dica para enviar e-mail para a Globo: Acesse a página da novela, depois clique em fale conosco, link que está no final da página, do lado direito da tela. É necessário fazer breve cadastro).

Eu já mandei e-mail para a Rede Globo com a minha crítica. Faça isso você também.

Nenhum comentário:

Postar um comentário