5 de set de 2011

Imprensa na mira do PT

Eles dizem que não é censura. Os jornalistas dizem que é.

O Partido dos Trabalhadores (PT), durante o 4º Congresso, fez uma resolução com a intenção de regulamentar a imprensa. A carta, cheia de contradição, fala em liberdade de imprensa e também inclui controle da atividade dos jornalistas.

Dos 110 pontos do documento, que conta com o apoio do governo, dois são sobre a mídia.

Alguns trechos da carta são:

“O jornalismo marrom de certos veículos, que às vezes chega a práticas ilegais, deve ser responsabilizado toda a vez que falsear os fatos ou distorcer as informações para caluniar, injuriar ou difamar”.

“A inexistência de uma lei de imprensa, a não regulamentação dos artigos da Constituição que tratam da propriedade cruzada de meios, o desrespeito aos direitos humanos presentes na mídia, o domínio midiático por alguns poucos grupos econômicos tolhem a democracia, silenciam vozes, marginalizam multidões, enfim, criam um clima de imposição de uma versão única para o Brasil”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário