22 de set de 2011

Os negros, a TV e a história do Brasil

Machado de Assis

A Caixa exibiu na TV comercial cujo ator, de pele branca, representava o escritor Machado de Assis, que era mulato. A peça publicitária contava a narrativa de que o escritor foi cliente do banco. Ele foi também o fundador e primeiro presidente da Academia Brasileira de Letras.

As críticas vieram de vários segmentos afro-descendentes como a Fundação Palmares. A Seppir (Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial da Presidência da República) também discordou.

Em resposta, a Caixa cancelou a veiculação do comercial e suspendeu o pagamento da campanha publicitária à agência.

Minha opinião

Mesmo que o erro não tenha sido intencional, não dá para engolir. De mulato Machado de Assis virou branco? Foi falta de pesquisa histórica por parte da agência de publicidade que produziu a propaganda em celebração aos 150 anos do banco. Já passou o tempo onde as pessoas não se manifestavam, não tinham representação.

Na TV brasileira, por longos anos, os negros não eram incluídos nos comerciais e na programação em geral. Isso foi fato por muito tempo, mas a realidade mudou. Hoje, vale a valorização da diferença, a multi cor que o Brasil sempre teve. Isso vale também - e sobretudo, para a TV que é a maior fonte de informação que o povo tem.

Os brasileiros dedicam pouco tempo para os livros. As revistas e a internet  são produtos caros para boa parte da população. Então, sobra a TV gratuita e aberta para informar às pessoas.

Veja o vídeo: http://www.youtube.com/watch?v=-uV3ASr_sQg

Nenhum comentário:

Postar um comentário