19 de dez de 2011

Evangélicos na Globo

O programa Promessas foi ao ar na Globo no último dia 18. Um momento único se pensarmos que foi a primeira vez que a emissora de TV investiu em um show evangélico.

Tenho duas análises a fazer: Uma, é que vi nisso a resposta de oração. Isso mesmo. Deus jamais deixa uma oração sincera sem resposta. Ele pode dizer “sim” ou “não”, mas sempre ouve Seus filhos.

Sinceramente, como sou do meio jornalístico, sei que não existe “ponto sem nó”, ou seja, que os meios de comunicação não investem gratuitamente em nada. Buscam o retorno financeiro. E a música gospel dá bons lucros. Mas fiquei emocionada, sim, quando vi o apresentador Serginho Groisman convidando para subir ao palco o Diante do Trono, a pastora Ludmila Ferber, Davi Sacer, Fernandinho, Fernanda Brum, Eyshila, Damares, Regis Danese e o Pregador Luo que louvaram a Deus em um show badalado que foi gravado no Rio de Janeiro, para um público de 20 mil pessoas (os organizadores esperavam 200 mil). Os cantores escolhidos são de peso. Somente Ana Paula Valadão, líder do Diante do Trono, tem 15 anos de carreira e sete milhões de CDs vendidos.

Por que fiquei feliz? Porque há quase vinte anos, quando eu era estudante de Jornalismo, participei de um momento de oração – de madrugada – na Esplanada dos Ministérios. Vários grupos de oração foram formados e o meu foi orar na Torre de TV, clamando a Deus para que os meios de comunicação abrissem espaço para veicular programas evangélicos. Naquele tempo, com exceção do pastor Silas Malafaia, não existiam programas evangélicos na televisão. Alguns pastores se aventuravam pregando nas rádios. Site e revistas nem pensar. Assessoria de imprensa e uma área forte de comunicação nas igrejas eram inexistentes.

Então, quando eu vi a maior emissora de TV do país fazendo um show totalmente evangélico, respeitando nossa linguagem e estilo, realmente é para ver que os tempos são outros e que os evangélicos conquistaram respeito. Antes, só recebiam críticas por meio de reportagens negativas.

Hoje é comum ligar a TV e ver os pastores pregando, até mesmo em rede mundial. Silas Malafaia, por exemplo, tem o programa Vitória em Cristo em rede nacional e também no exterior, nos Estados Unidos e no Canadá. Muitos ministérios já têm seus próprios canais de televisão com Rede Gênesis, IURDTV, Rede Super, Nossa TV, entre outras. Também é simples acessar portais e receber informações das igrejas em tempo real. Muitos cultos são transmitidos ao vivo pela internet. Mas há vinte anos essa conquista era ainda um sonho dos que viam que a igreja precisava sair das quatro paredes e expandir a evangelização pelos meios de comunicação que atingem mais pessoas, no menor espaço de tempo, com a maior praticidade, mas ainda a custos altos. Investir em programas de comunicação não é barato, mas necessário e traz bom retorno para o Reino de Deus.

A segunda análise - Também é preciso dizer que a Globo não produziu esse show de graça por ser simpática ao segmento evangélico. A emissora busca audiência que significa prestígio e lucros financeiros. Uma breve análise já aponta que o programa Promessas teve boa audiência. Isso é fundamental para que outros programas evangélicos sejam produzidos nos próximos anos.

O Ibope disse que a Globo teve 13 pontos de audiência na grande São Paulo. Cada 50 mil televisores ligados correspondem a um ponto de audiência. Os dados ainda não são oficiais, mas dizem que o Promessas obteve cinco pontos a mais do que Temperatura Máxima exibido, no mesmo horário, na semana passada.

Durante a apresentação, a Globo manteve a liderança, ficando à frente da Record, a principal concorrente.

2 comentários:

  1. em quanto o canal que era pra esta a frente disso tudo esta falando do rebolado da mulher fruta. mais e isso estamos sendo respondidos em nossa orações.

    ResponderExcluir
  2. "...seja, lá, por porfia, inveja ou interesses comerciais, só importa que o Evangelho seja pregado em todo o mundo!Glórias ao Senhor para todo o sempre. Amém!

    ResponderExcluir