30 de abr de 2012

Pastor queima Corão, de novo

Pela segunda vez, o pastor americano Terry Jones queimou o Corão, livro sagrado dos muçulmanos. A fogueira foi no último sábado, 28 de abril de 2012, na Flórida. O culto, onde aconteceu a queima, foi transmitido ao vivo pela internet.

O pastor se defendeu das críticas dizendo que decidiu colocar fogo no livro sagrado em protesto contra a prisão do pastor iraniano Youcef Nadarkhani, que foi condenado à morte por apostasia. Ele converteu-se ao cristianismo e por isso será executado. No Irã, as pessoas não têm liberdade religiosa. Devem seguir a religião muçulmana caso queiram ou não.

Fúria no mundo islâmico - Novamente houve protestos. Agora quem reclamou foi o governo do Irã, por meio do ministério das Relações Exteriores, que disse estar indignado com o ato radical do pastor americano.

Essa foi a segunda vez que Terry desrespeita a religião muçulmana. Ano passado, ele também queimou o Corão. Nos protestos contra o ato do ano passado, dez pessoas morreram no Afeganistão.

O governo americano disse à imprensa que está preocupado com a ação do pastor, temendo que os soldados americanos que estão em missão de paz em países islâmicos sejam prejudicados.

2 comentários:

  1. Não há nem pode haver qualquer corão de maomé.

    maomé nunca fez qualquer corão seu.

    E os primeiros kalifas deram ordem para todos os textos escritos no tempo de maomé serem destruídos e queimados, sob pena de morte para quem o não fizesse.

    mesmo se hoje aparecesse maomé com um corão, como isso não faz parte da doutrina maometana, os muçulmanos tinham que o assassinar e destruir esse corão.
    E não é só com maomé, se acreditarmos nas informações oficiais islâmicas, no islam, nem allah pode aparecer.

    Nem mais uma única letra do mesmo.

    No islam, nem allah pode ter o mínimo de espaço ou de vida.

    o islam é todo baseado em enganos e falsidades ao serviço de maldades, e tão somente isso.

    Este pastor também foi enganado, pensava que estava a queimar o corão e estava a queimar outra coisa.

    Mas também não admira que tivesse sido enganado.

    maomé disse que allah era o maior e que enganava,logo aquele allah era o maior enganador.

    Não há muçulmano algum por mais erudito que seja que consiga desmentir esta e outras verdades sobre o enganador e maléfico islam.

    Em verdade, só fora do maldito islam, podem existir os bons mundos espirituais, quer dos religiosos quer dos ateus, e que sejam garantes de verdade justiça e Vida.

    ResponderExcluir
  2. Sigo a tradição da religião muçulmana que diz que o livro sagrado deles é o alcorão. São eles que assim denominam.

    ResponderExcluir