6 de dez de 2012

Oscar Niemeyer escreveu seu nome na história da arquitetura brasileira

Ele tinha um traço singular ao desenhar palácios e museus. As colunas de Brasília têm a sua marca. O Palácio do Planalto é um desses símbolos. Mas em outros estados brasileiros e em vários países seu trabalho pode ser conferido.

Ele também deixou sua arte em objetos, como designer. O conjunto de poltronas e a marquesa (fotos) recebem a assinatura de Niemeyer. Essas peças decoram o Palácio do Planalto. Mas as poltronas podem ser vistas também no Congresso Nacional e no Palácio do Itamaraty.
 Um dos palácios que foi desenhado por Niemeyer
 Marquesa. Recebe a assinatura de Niemeyer
 Salão do Palácio do Planalto. À direita, a marquesa
 Marquesa. A peça foi desenhada pelo arquiteto
Poltronas desenhadas por Niemeyer. Expostas no Palácio do Planalto
 
Ele tinha o dom para criar. Em entrevista para a TV disse que, quando era criança, fazia traços no ar. Sua mãe perguntou o que estava fazendo. Ele disse que estava desenhando.

Com caneta, papel e prancheta deixou seu nome escrito na história da arquitetura moderna do Brasil. Em outra entrevista que assisti o ouvi afirmando: “Cada um vem, escreve a sua história, e vai embora”.

As fotografias postadas são minhas. Foram clicadas durante as minhas andanças pelas ruas de Brasília.

 

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário