23 de jun de 2013

Jornalismo, profissão de risco

O Comitê para a Proteção dos Jornalistas (CPJ) informa que 456 jornalistas de todo o mundo deixarem seus países, desde 2008 até este ano, por causa de violência ou ameaças (perseguição, prisão e morte).

Os países com o maior número de profissionais de imprensa exilados são o Irã (82), Somália (70) e Etiópia (45). O levantamento do CPJ não cita o Brasil.

Fonte: Portal Imprensa

Nenhum comentário:

Postar um comentário