2 de out de 2014

A Bíblia e a política

Sim, a Bíblia fala sobre política.

Traz conselhos para nos ajudar a tomar a decisão na escolha de bons representantes.
Nos orienta a escolher homens e mulheres tementes a Deus e nos mostra claramente a diferença entre governantes que temem e que não temem a Deus (Êxodo 3.9,10; Juízes 14.4; 2 Reis 25.1-21).

Outros versículos:

“Aquele que domina com justiça sobre os homens, que domina no temor de Deus, é como a luz da manhã, quando sai o sol, como manhã sem nuvens, cujo esplendor, depois da chuva, faz brotar da terra a erva” (2 Samuel 23.3,4).

“Como é feliz a nação cujo Deus é o Senhor, o povo que Ele escolheu para sua herança” (Salmos 33.12).

A Bíblia não apenas nos ensina a respeitar (Tito 3.1), obedecer (Romanos 13.1-5) e orar (1Timóteo 2.1-3) pelos que governam. Ela também nos orienta a participar ativamente da política, a exercer nosso papel político como cidadãos de nossa Nação, assim como o fizeram José (Gênesis 41), Daniel (Daniel 4), Ester (Ester 7-9) e tantos outros homens e mulheres de Deus. Uma das formas de participar é votando, de maneira informada, no(a)(s) candidato(a)(s) que melhor lhe representa."

Este texto é um trecho da "Carta de esclarecimento político à Igreja Batista da Lagoinha" (com adaptações minhas). #eleições2014


Nenhum comentário:

Postar um comentário